Bolsonaro diz que conta com fé e resiliência da população para vencer inflação

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Presidente Jair Bolsonaro
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que conta com a fé e a resiliência da população para vencer a inflação ao dizer novamente que todo o mundo tem sofrido as consequências da alta dos preços.

"Cada vez mais estamos na normalidade, levando-se em conta obviamente a economia de antes e o pós a pandemia. Sabemos também que uma guerra a mais de 10 mil quilômetros de distância causa transtorno para todos nós no Brasil e para o mundo todo", disse durante visita à “Bahia Farm Show”, em Luís Eduardo Magalhães, no interior da Bahia.

"O mundo todo vem sofrendo consequências, entre elas inflação, em especial dos alimentos e do combustíveis. Isso não é algo que acontece apenas no Brasil, mas a gente conta com a população, com a sua resiliência, com a sua fé e a sua força, para vencer este obstáculo", reforçou.

A inflação tem sido uma das principais preocupações de Bolsonaro na corrida à reeleição, conforme uma fonte da coordenação informal da campanha do presidente relatou recentemente à Reuters.

Em maio, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) subiu 0,59%, segundo o IBGE.

Apesar da variação mais baixa do que em abril --quando o IPCA-15 subiu 1,73%--, a leitura mensal da prévia da inflação brasileira representa a maior variação para um mês de maio desde 2016. Mesmo com o alívio, o índice passou a acumular em 12 meses inflação de 12,20%, o resultado mais alto desde novembro de 2003.

Bolsonaro tem aparecido nas pesquisas atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa pelo Palácio do Planalto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos