Bolsonaro diz que Forças Armadas terão reuniões com TSE "para convencer" sobre propostas para eleição

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Presidente Jair Bolsonaro durante evento em Brasília
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Maria Carolina Marcello

(Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro manifestou a expectativa, nesta quinta-feira, que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acolha sugestões de equipe das Forças Armadas que integra comissão de transparência das eleições nas próximas reuniões do grupo.

O presidente, que vem em reiteradas ocasiões colocado em dúvida a inviolabilidade das urnas eletrônicas e a segurança do sistema eletrônico de votação, reassegurou que ocorrerão “eleições limpas” neste ano.

"Com toda a certeza haverá mais reuniões com o TSE para convencer que as sugestões das Forças Armadas deveriam ser acolhidas", disse Bolsonaro em sua transmissão semanal ao vivo pelas redes sociais.

Na quarta-feira, Bolsonaro cobrou o TSE a responder as sugestões apresentadas pelas Forças Armadas para as eleições, incluindo que os militares também possam contar os votos.

O TSE, por sua vez, já se posicionou, em resposta formal de 700 páginas às Forças Armadas, reafirmando a segurança e confiabilidade do sistema eletrônico de votação. No documento enviado ainda em fevereiro, a corte assegurou que as urnas eletrônicas do país são seguras independentemente de quem seja o fornecedor dos componentes. A resposta foi dirigida a representante das Forças Armadas na Comissão de Transparência das Eleições (CTE).

Na segunda-feira, o TSE anunciou um plano com diretrizes e medidas de ampliação da transparência das eleições, acatando sugestões de universidades, de parlamentares, das Forças Armadas e da OAB, entre outras instituições que participam do CTE, envolvendo códigos-fonte das urnas, e até mesmo o processo de fiscalização dos equipamentos e apuração dos votos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos