Bolsonaro diz que moradores do campo não foram ‘frouxos’ durante pandemia

Daniel Gullino
·1 minuto de leitura

FLORES DE GOIÁS (GO) — O presidente Jair Bolsonaro elogiou nesta quarta-feira moradores do campo por não terem sido “frouxos” durante pandemia do novo coronavírus. De acordo com Bolsonaro, se a população rural tivesse parado, haveria desabastecimento e fome no resto do país.

Bolsonaro é um crítico de medidas de isolamento social, que visam diminuir o contagio do coronavírus. Entretanto, a maioria de especialistas e autoridades defendia a continuidade de atividades essenciais, entre elas a agricultura.

— Graças a vocês (do campo) que não pararam, nós da cidade continuamos sobrevivendo. Se o “fique em casa, a economia vem depois” fosse aplicado no campo, teríamos desabastecimento, fome, miséria e problemas sociais. Parabéns a vocês que não se mostraram frouxos não hora da angústia, como diz a passagem bíblica— afirmou Bolsonaro, durante cerimônia de entrega de títulos de propriedade rural na cidade de Flores de Goiás.

Bolsonaro fez referencia a um versículo da Bíblia que ele havia citado antes em seu discurso. A passagem diz que “se te mostrares frouxo no dia da angústia, sua força será pequena”.

A Covid-19 já matou mais de 166 mil pessoas no Brasil. Na semana passada, ao comentar a doença, o presidente disse que o Brasil precisam deixar de ser um “país de maricas”.