Bolsonaro diz que não tomará vacina contra a Covid-19

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que não irá se vacinar contra a Covid-19, mas deixou claro que o Ministério da Saúde irá comprar qualquer imunizante aprovado pela Anvisa.

"Eu não vou tomar vacina e ponto final", disse o presidente em entrevista ao apresentador José Luiz Datena, da TV Band.

"Se minha vida está em risco, o problema é meu", acrescentou, ressaltando que a imunização não pode ser obrigatória.

Bolsonaro reiterou na entrevista que, "seja qual for" a vacina, uma vez aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), terá o "sinal verde" dele para a compra e operacionalização por parte do Ministério da Saúde.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello e Lisandra Paraguassu)