Bolsonaro diz que não se envolverá no 1º turno das eleições municipais, mas ainda tenta criar partido

Anita Efraim
·2 minuto de leitura
FOZ DO IGUACU, BRAZIL - AUGUST 27: Jair Bolsonaro, President of Brazil looks on during the inauguration ceremony of the BR-469 highway development on August 27, 2020 in Foz do Iguacu, Brazil. The BR-469, known as 'Rodovia das Cataratas', is the only link between the Foz do Iguacu City Center, the International Airport and the Iguacu National Park. The development will duplicate the highway that is almost nine kilometers long, and so far there is no information on the work schedule and the expected delivery. (Photo by Kiko Sierich/Getty Images)
Presidente Jair Bolsonaro ainda tenta criar Aliança Pelo Brasil, mas conversa com outros três partidos, caso não consiga (Foto: Kiko Sierich/Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) declarou que não participará do primeiro turno campanha eleitoral para prefeito em 2020. Por outro lado, o presidente garantiu que segue tentando viabilizar seu novo partido, o Aliança pelo Brasil.

“Tenho muito trabalho na presidência e, tal atividade, tomaria todo meu tempo num momento de pandemia e retomada da nossa economia”, justificou o presidente sobre não participar de campanhas.

Bolsonaro alertou que, caso o Aliança pelo Brasil não seja criado “a tempo”, tem conversas com três outros partidos. “Nessa segunda hipótese, de ambos os lados, se impõe condições para essa filiação. Isso também decidi que somente poderia acontecer em 2021”, escreveu o presidente nas redes sociais.

Leia também:

Entre os partidos com os quais Bolsonaro negocia está o PSL, sigla pela qual foi eleito. Os temos para a volta dele envolvem a revisão da suspensão de 12 parlamentares do PSL que são aliados ao presidente, além da retirada da futura candidatura da deputada federal Joice Hasselmann à prefeitura de São Paulo.

Na publicação, o presidente ainda desejou sorte aos candidatos e, “principalmente, aos eleitores nessas escolhas”.