Bolsonaro diz que Paulo Guedes continua ministro em eventual segundo mandato

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Jair Bolsonaro e Paulo Guedes (Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
Jair Bolsonaro e Paulo Guedes (Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta segunda-feira (6) que o ministro da Economia, Paulo Guedes, permanecerá no cargo em um eventual segundo mandato.

A declaração foi dada ao canal Agro + e registrada pelo portal g1. O presidente também falou que sofre pressões para demitir Guedes, mas disse que prefere conversar com o chefe da pasta para resolver eventuais problemas a tirá-lo do cargo.

De acordo com o portal g1, Guedes está sendo criticado por uma ala do governo pela falta de ação da Economia para diminuir a inflação no país, especialmente a alta no preço dos combustíveis.

“Com toda a certeza, sim [Guedes fica no governo em um eventual segundo mandato]. Depende dele. Eu vejo ele de vez em quando cansado, o que é natural. É um ministro [o da Fazenda] que, no passado, era muito trocado na Economia”, disse Bolsonaro.

“De vez em quando, alguns querem que eu troque ele, entre outros, para resolver certos assuntos. Eu prefiro conversar com eles e, dentro daquela lealdade mútua que nós temos, mudarmos alguma coisa e prosseguir nessa luta", continuou.

Além disso, o mandatário afirmou que, nos próximos dias, Guedes deve apresentar uma solução para conter a alta no preço dos combustíveis.

“O Paulo Guedes, espero que nos próximos dias, resolva a questão dos combustíveis no tocante aos impostos pelo Brasil. Ele já se demonstrou favorável a isso, tem trabalhado. Espero que nos próximos dias, nesta semana mesmo, tenhamos uma boa notícia sobre preço dos combustíveis no Brasil.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos