Bolsonaro diz que preço do gás de cozinha vai cair: "Se Deus quiser"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Presidente Jair Bolsonaro em ato no 7 de setembro. / AFP / PAULO LOPES
Presidente Jair Bolsonaro em ato no 7 de setembro. / AFP / PAULO LOPES
  • O valor do utensílio doméstico já chega a R$ 130 em algumas regiões do país.

  • Segundo o político, o preço elevado do gás de cozinha é responsabilidade dos governos estaduais.

  • Medida depende da venda direta do item sem passar por distribuidoras.

Em visita a cidade de Boa Vista (RR), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou que o gás de cozinha deve ter o preço reduzido em breve. A medida depende da venda direta do item, sem passar por distribuidoras. Segundo o político, o preço elevado do gás de cozinha é responsabilidade dos governos estaduais. O valor do utensílio doméstico já chega a R$ 130 em algumas regiões do país.

“Com essa possível venda direta do gás de cozinha, ele vai cair à metade do preço. Esse preço vai cair à metade, se Deus quiser, pode ter certeza”, afirmou o chefe do Executivo.

Leia também:

Na ocasião, Bolsonaro anunciou a entrega das obras do Linhão do Tucuruí. A linha de transmissão de energia entre o estado e o Amazonas permitirá que Roraima receba energia do Sistema Integrado Nacional.

No começo de setembro, a Associação Brasileira dos Revendedores de GLP (Asmirg) reajustou o preço do botijão de gás em 7% para os consumidores. Com o aumento, o gás de cozinha ficou até R$ 5,80 mais caro.

Segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio do botijão de 13 kg era de R$ 93,65. Em alguns locais, esse valor poderia chegar a R$ 130. Agora, com o reajuste, o gás de cozinha deve ficar até R$ 5,80 mais caro.

Em alguns estados, pode haver ainda um acréscimo de R$ 0,30 devido ao aumento do ICMS no mês passado. O gás de cozinha é item essencial em qualquer residência, e se o consumidor usa o tradicional botijão de 13kg, deve ficar atento para os novos valores.

O último aumento foi no início de julho, de 3,5%.De acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio do botijão de GLP de 13 Kg entre 22 e 28 de agosto era de R$ 93,65, sendo que em algumas localidades o produto chega a custar R$ 130,00.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos