Bolsonaro diz que 'tem coisa que tem que ser explicada' no reajuste de combustíveis pela Petrobras

Daniel Gullino
·2 minuto de leitura

Após indicar um novo presidente da Petrobras, o presidente Jair Bolsonaro repetiu nesta segunda-feira que não pretende alterar a política de preços, mas afirmou que "tem coisa que tem que ser explicada" sobre os reajustes nos preços dos combustíveis. Bolsonaro afirmou que quer 'números concretos" sobre a empresa, inclusive sobre o salário do presidente.

Leia também

Na sexta-feira, Bolsonaro anunciou que indicará o general da reserva Joaquim Silva e Luna para o posto do atual presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco. A indicação terá que ser confirmada pelo Conselho de Administração da empresa.

— Ninguém vai interferir na política de preços da Petrobras. Eu não consigo entender, em um prazo de duas semanas, ter um reajuste no diesel em 15%. Não foi essa a variação do dólar aqui dentro, nem do preço do barril lá fora. Tem coisa que tem que ser explicada. Eu não peço, eu exijo transparência de quem é subordinado meu. A Petrobras não é diferente disso aí — disse Bolsonaro, em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada.

Em seguida, o presidente perguntou aos apoiadores se eles sabiam o salário do presidente da estatal:

— Respeito a empresa, seus funcionários, seus servidores, mas queremos saber de números concretos do que acontece lá. Bem como a política salarial dos seus presidentes e diretores. Alguém sabe quanto ganha o presidente da Petrobras? Alguém tem ideia? Chuta, bem alto aí.

Uma pessoa respondeu que seria R$ 50 mil, e Bolsonaro disse que é "mais do que isso por semana". Ele também criticou Castello Branco, que tem 73 anos, por estar trabalhando de casa durante a pandemia do novo coronavírus.

— 50 mil por semana? É mais do que isso por semana. Então, tem coisa que não está certo. Não quero que ele ganha 10 mil por mês também, não. Tem que ser uma pessoa qualificada. Mas não ter esse tipo de política salarial lá dentro. E para ficar em casa, trabalhando de casa. Então, no meu entender, não justifica. Pode até estar fazendo um bom trabalho de casa. Mas para mim não justifica essa ausência da empresa.