Bolsonaro diz que Tereza é nome 'excepcional', mas que não bateu martelo sobre vice

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O presidente Jair Bolsonaro minimizou nesta quarta-feira relatos de que poderá escolher Tereza Cristina, e não Walter Braga Netto, como a vice em sua campanha à reeleição. Bolsonaro elogiou os dois ex-ministros e afirmou que a decisão de seu companheiro de chapa ainda não foi tomada.

Elogios a ex-ministra: Mourão diz que Tereza Cristina, cotada para vice de Bolsonaro, é 'pessoa diferenciada'

Veja ainda: Comissão criada para mudar Lei do Impeachment discute ouvir Michel Temer

Durante meses, Bolsonaro insinuou publicamente que o escolhido era Braga Netto. Nos últimos dias, indicou que o ex-ministro continua sendo seu preferido, mas, diferentemente do que vinha ocorrendo, passou a considerar abertamente escolher Tereza para o posto.

Nesta quarta-feira, em entrevista à jornalista Leda Nagle, o presidente classificou Tereza como "nome excepcional" para concorrer tanto à Vice-Presidência quanto ao Senado, sua intenção original.

— A Tereza Cristina é um nome excepcional para o Senado, como é excepcional para ser vice também, seu poder de articulação. Mas não está batido o nome dela nem sobre o Braga Netto.

Bolsonaro classificou os dois ex-ministros como "cotadíssimos" para o cargo e afirmou que não chegou a anunciar Braga Netto como vice, e que por isso não faz sentido em falar que iria "trocar" de escolhido.

— Eu nem falei que é o Braga Netto meu vice, como é que eu vou trocar? Eu vou trocar de esposa, se eu nem casei ainda?

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos