Bolsonaro diz que vai a Recife "se inteirar da tragédia" após mortes decorrentes das chuvas no Nordeste

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste domingo que vai se deslocar na manhã de Recife para "melhor se inteirar da tragédia" após o registro de dezenas de mortes decorrentes das fortes chuvas que atingiram os Estados de Pernambuco e Alagoas.

"O nosso governo disponibilizou, desde o primeiro momento, todos os seus meios para socorrer aos atingidos, aí incluído as Forças Armadas", disse.

"Na manhã de segunda (30/maio) me deslocarei para Recife para, in loco, melhor se inteirar da tragédia", emendou ele, em postagem no Twitter.

Neste domingo, após participar de ações de apoio e orientação das defesas civis locais em Recife, os ministros do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, do Turismo, Carlos Brito, da Saúde, Marcelo Queiroga, e da Cidadania, Ronaldo Bento, deram uma entrevista coletiva.

O balanço divulgado no final da manhã pelo ministro do Desenvolvimento Regional dá conta de que são 44 mortos, 56 desaparecidos, 25 feridos, 6.957 desabrigados e 533 desalojados pelas chuvas.

No final de dezembro e início de janeiro, dezenas foram mortos e dezenas de milhares deslocados quando as chuvas atingiram o Estado da Bahia, também localizado no nordeste do Brasil. Pelo menos 18 morreram em inundações no Estado de São Paulo no final de janeiro. Em fevereiro, chuvas torrenciais nas montanhas do Estado do Rio de Janeiro mataram mais de 230.

Enquanto grande parte do Brasil passou a maior parte de 2021 em uma seca severa, chuvas excepcionalmente intensas começaram a chegar nos meses finais do ano.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos