Bolsonaro diz ter vontade de privatizar a Petrobras

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Presidente Jair Bolsonaro deu entrevista hoje para rádio de Registro, no interior de São Paulo (Foto: Reprodução)
Presidente Jair Bolsonaro deu entrevista hoje para rádio de Recife (Foto: Reprodução)
  • Presidente Jair Bolsonaro afirmou, em entrevista nesta quinta, ter vontade de privatizar a Petrobras

  • Ele também reclamou de ser responsabilizado pelo aumento do preço do combustível

  • “É muito fácil: aumentou a gasolina, culpa do Bolsonaro. Já tenho vontade de privatizar a Petrobras", disse

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (14) que tem vontade de privatizar a Petrobras, durante entrevista a uma rádio evangélica de Recife (PE).

Bolsonaro reclamou também que não pode “melhor direcionar o preço do combustível”, mas que a responsabilidade pelo aumento sempre recai sobre ele. Neste fim de semana, a gasolina e o gás de cozinha ficaram mais caros para as distribuidoras, em 7,2%.

Leia também:

“É muito fácil: aumentou a gasolina, culpa do Bolsonaro. Já tenho vontade de privatizar a Petrobras. Tenho vontade. Vou ver com a equipe econômica o que a gente pode fazer. O que acontece? Não posso controlar, melhor direcionar o preço, mas, quando aumenta, a culpa é minha apesar de ter zerado imposto federal”, disse.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, já defendeu a privatização da Petrobras.

Na entrevista desta quinta, o chefe do Executivo afirmou que não deve interferir na política de preços da empresa de capital aberto.

“Eu posso interferir? Posso, mas não devo. Se interferir, vou responder por crime de responsabilidade. Posso abaixar o preço na bomba para R$ 3? Posso, mas é crime de responsabilidade. O preço do combustível está alto agora, sempre esteve alto, eu me lembro do meu tempo de garoto”.

O presidente avaliou ainda que o governo federal tem feito a sua parte, mas criticou a gestão do ex-presidente Lula (PT).

“Nós ainda dependemos de diesel e gasolina importados, porque aquelas três refinarias que aquele governo, do Lula, começou a fazer e não terminou.”

Questionado sobre as ações práticas do governo para conter a alta de preços no Brasil, Bolsonaro não citou nenhuma medida, mas voltou a afirmar que a inflação está alta também no resto do mundo.

“Se nada tivéssemos feito, a inflação teria triplicado. Basta ver como está no resto do mundo. Não só inflação, mas desabastecimento”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos