Bolsonaro e Augusto Heleno negam alerta da CIA sobre eleições: 'Jamais aconteceu'

Jair Bolsonaro e Augusto Heleno (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Jair Bolsonaro e Augusto Heleno (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) e o general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), negaram nesta quinta-feira (5) que o diretor da CIA (Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos) teria dito a autoridades de alto escalão do Brasil que o mandatário deveria parar de duvidar do sistema eleitoral do país.

Durante transmissão ao vivo nas redes sociais, os dois repercutiam a notícia da agência internacional Reuters divulgada hoje.

Segundo a reportagem, William Burns, diretor da agência, fez os comentários durante uma reunião em julho do ano passado.

Na tradicional live, o general Heleno disse que a notícia tentou criar uma narrativa. “Lógico que as conversas sobre área de inteligência que nós tivemos foram extremamente positivas e interessantes", falou.

"Essa conversa sobre eleições jamais aconteceu. Não sei de onde ele buscou essa narrativa. Não houve nenhuma troca de ideias sobre eleições nem nos Estados Unidos e nem aqui”, afirmou.

Logo depois, foi a vez de Bolsonaro dizer que tudo não passa de uma “mentira”. “Talvez queiram criar uma narrativa plantada fora do Brasil.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos