Bolsonaro e Michele participam de evento voltado às mulheres, no RS

O presidente brasileiro que concorre à reeleição, Jair Bolsonaro, e sua esposa Michelle realizam um comício de campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil, terça-feira, 16 de agosto de 2022. (Foto: AP/Silvia Izquierdo)
O presidente brasileiro que concorre à reeleição, Jair Bolsonaro, e sua esposa Michelle realizam um comício de campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil, terça-feira, 16 de agosto de 2022. (Foto: AP/Silvia Izquierdo)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) participou, neste sábado (3/9) de um evento voltado para mulheres conservadoras em Novo Hamburgo (RS). Ele estava acompanhado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, que tem tido um papel de destaque na campanha com o objetivo de reduzir a rejeição do eleitorado feminino.

Intitulado “Mulheres pela vida e pela família”, o evento tem como uma das organizadoras a esposa do ex-ministro Onyx Lorenzoni (PL), Denise Lorenzoni. O ex-deputado federal, tenta utilizar a figura do presente para alavancar seu nome nas nas pesquisas de intenção ao governo do estado.

De acordo com pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta (2), Onyx tem 24% das intenções de voto, ficando em segundo lugar na corrida eleitoral. O ex-governador Eduardo Leite (PSDB), que tentou ser o escolhido do partido para disputar as eleições ao Planalto, está em primeiro lugar com 38% dos votos válidos.

A ex-ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves (Republicanos), que mira uma vaga no Senado pelo Distrito Federal, também marcou presença no evento.

Rejeição das mulheres

Com atitudes e falas machistas, Bolsonaro tem 55% de rejeição entre o eleitorado feminino, segundo pesquisa Datafolha desta sexta-feira (2). Em duas oportunidades nesta semana, o presidente alegou que as mulheres são defendidas de ofensas proferidas por ele pelo fato de serem mulheres e não por estarem corretas.

Nesta sexta (2), o chefe do executivo disse nas redes sociais que "quando se usa da condição biológica como escudo para ser desrespeitoso e se blindar de resposta à altura, a igualdade dá lugar ao oportunismo". O fato ocorreu após ataques que ele fez à advogada Gabriela Prioli.