Bolsonaro é o primeiro brasileiro a responder o Censo 2022

Presidente Jair Bolsonaro respondeu o Censo 2022 no Palácio do Planalto nesta segunda-feira (1º) (Foto: Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images)
Presidente Jair Bolsonaro respondeu o Censo 2022 no Palácio do Planalto nesta segunda-feira (1º) (Foto: Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) foi o primeiro brasileiro a responder o questionário do Censo Demográfico 2022, que saiu às ruas nesta segunda-feira (1º).

Em um vídeo publicado nas redes sociais por um assessor da presidência, Bolsonaro aparece sendo entrevistado por um recenseador, chamado Gabriel.

“Fui a primeira pessoa a ser entrevistada pelo Censo 2022”, disse Bolsonaro ao lado do presidente do IBGE, Eduardo Luiz Gonçalves Rios Neto, que elogiou o presidente da República. “A todos os recenseadores, parabéns pelo trabalho, o Brasil é nosso.”

“Presidente, é um prazer. O senhor é o cidadão número um do país”, diz o presidente do IBGE na gravação.

No vídeo, o recenseador que entrevistou Bolsonaro, assim como o presidente do IBGE, pedem que os brasileiros recebam o Censo. Os números são importantes, segundo o entrevistador, para ajudar a formulação de políticas públicas.

É uma tradição que presidentes respondam o questionário do Censo no mesmo dia do início do questionário. Essa seria uma forma de reforçar a importância da pesquisa.

A previsão é de que o Censo 2022 visita 75 milhões de domicílios ao longo de três meses. O IBGE deve percorrer 8,5 mil km² em todo Brasil.

O levantamento deveria ter sido feito em 2020, cumprindo o intervalo de dez anos a cada pesquisa, mas foi adiado e função da pandemia de covid-19.

Censo 2022

O Censo 2022 começa nesta segunda-feira. Os mais de 183 mil recenseadores do IBGE iniciam a visita aos 75 milhões de domicílios brasileiros. O maior levantamento sobre as condições de vida da população, que era para ter acontecido em 2020, teve de ser suspenso pela pandemia e, depois, pela falta de recursos para uma operação que exige mais de R$ 2 bilhões para ser realizada.

O Censo, além de contar os estimados 215 milhões de habitantes, traz um retrato por sexo, idade, instrução, renda, condições do domicílio (se tem água, luz, saneamento, internet e posse de eletrodomésticos), numa visão mais geral.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos