Bolsonaro edita MP destinando R$ 892 mi para obras emergenciais em MG, RJ e ES por causa de chuvas

Rayanderson Guerra
Jair Bolsonaro sobrevoa áreas atingidas pelas chuvas em Belo Horizonte - Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro anunciou na tarde desta quinta-feira, durante visita a áreas atingidas pelas fortes chuvas em Belo Horizonte e Região Metropolitana, que o governo federal editou uma medida provisória destinando R$ 892 milhões para obras emergências em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo para obras emergenciais após os estragos causados pelos temporais. A MP será publicada no Diário Oficial desta sexta-feira.

A finalidade da Medida Provisória, segundo o governo, é mitigar os estragos causados pelas chuvas nos três estados atingidos com fortes enchentes.

Leia também

Bolsonaro desembarcou, nesta quinta-feira, na capital mineira para sobrevoar as regiões atingidas pelo temporais em Minas Gerais. O presidente vai sobrevoar Belo Horizonte, Betim, Contagem, Raposos, Ibirité e Sabará, na Região Metropolitana.

Presidente sobrevoa áreas atingidas por chuvas em MG

O presidente foi recebido pelo governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), e pelo prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD). O presidente deve participar ainda de uma reunião no Aeroporto Interncional de Belo Horizonte, em Confins, antes de voltar à Brasília. A previsão de retorno é por volta das 18h15 desta quinta-feira.

O mau tempo, que começou no dia 17 deste mês, deixou um rastro de destruição por BH e outras cidades do estado. Ao todo, 55 pessoas morreram e mais de 50 mil estão desabrigadas e desalojadas.

O mês de janeiro foi o mais chuvoso em toda a série histórica de Belo Horizonte. Segundo a Defesa Civil, 55 pessoas morreram em decorrência da chuva — a principal causa das mortes foram por deslizamentos. Uma pessoa continua desaparecida em Conselheiro Lafaiete, 44.929 estão desalojadas e 8.259 desabrigadas.