Bolsonaro editará decreto liberando vacinação para adolescentes

·1 minuto de leitura

O presidente Jair Bolsonaro editará um decreto que vai liberar a vacinação contra a covid-19 para adolescentes em todo o país. O texto destacará que os jovens entre 12 e 17 anos só poderão receber imunizantes liberados pela Agência Nacional de Vigilância Santária (Anvisa) para a faixa etária. Atualmente, apenas a Pfizer é autorizada para este grupo. A previsão é que a medida seja publicada ainda nesta quarta-feira, segundo informações do alto escalão do governo.

O decreto ocorrerá seis dias após o Ministério da Saúde ter divulgado uma nota técnica recomendando que não haja vacinação em adolescentes sem comorbidades. A nova orientação revisa uma diretriz anterior da pasta e restringe a imunização a "adolescentes de 12 a 17 anos que apresentem deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade, apesar da autorização pela Anvisa do uso da Vacina Cominarty (Pfizer/Biontech)".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos