Bolsonaro erra ao comentar decisão de órgão americano que revogou aval para hidroxicloroquina

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***FOTO DE ARQUIVO*** BRASILIA, DF,  BRASIL,  15-05-2020, 08h00: O presidente Jair Bolsonaro fala com apoiadores e imprensa ao sair do Palácio da Alvorada na manhã de hoje. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** BRASILIA, DF, BRASIL, 15-05-2020, 08h00: O presidente Jair Bolsonaro fala com apoiadores e imprensa ao sair do Palácio da Alvorada na manhã de hoje. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente brasileiro Jair Bolsonaro (sem partido) errou ao comentar a decisão da FDA (agência de regulação de drogas e alimentos no EUA) de revogar a autorização para uso emergencial da hidroxicloroquina e da cloroquina em pacientes com Covid-19.

Em suas redes sociais, Bolsonaro disse, erroneamente: "Ao contrário do que foi noticiado pela mídia brasileira, a utilização da hidroxicloroquina não foi abolida nos EUA. A retirada do status de 'uso emergencial hospitalar' da Hidroxicloroquina pela FDA (ANVISA Americana) nada mais é do que uma autorização para o uso em qualquer ambiente, inclusive em casa, desde que receitada por um médico. A medida amplia o alcance do tratamento com Hidroxicloroquina".

Leia também

Na verdade, a FDA "determinou que a cloroquina e a hidroxicloroquina são improváveis de serem eficazes no tratamento da Covid-19. Além disso, à luz dos sérios efeitos adversos cardíacos e de outros efeitos colaterais possíveis, os benefícios conhecidos e potenciais da cloroquina e da hidroxicloroquina não são maiores do que os riscos conhecidos e potenciais", como diz o comunicado da agência reguladora em seu site.

De qualquer modo, tanto nos EUA como no Brasil existe a possibilidade da prescrição off label, ou seja, fora da bula, sob responsabilidade do médico.

Essa possibilidade é enfatizada por Alex Azar, secretário de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, em um vídeo publicado por Bolsonaro com a mensagem sobre a decisão da FDA.

Azar diz: "A autorização de uso emergencial era restrito para uso hospitalar. Com a FDA observando que não dados suportando o uso hospitalar para os casos mais extremos, eles retiraram o uso emergencial. A hidroxicloroquina e a cloroquina são como quaisquer outras drogas aprovadas nos EUA. Elas podem ser usadas no hospital, em casa, tudo sob a prescrição de um médico".

"Se o médico quer prescrever para o paciente, ele pode prescrever para qualquer propósito que queira", afirma o secretário, que também diz que a revogação elimina o mal-entendido que, segundo ele, havia de que a droga só poderia ser usada em hospitais. "Então, na verdade, simplifica", diz o mandatário americano Donald Trump, ao lado de Azar.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Trump criticou a decisão da FDA. Segundo a Reuters, o presidente disse que só as agências reguladoras americanas falharam em compreender os benefícios dos medicamentos no tratamento ao coronavírus.

A própria FDA, contudo, contraindica o uso da cloroquina e sua derivada fora de ambientes hospitalares e de ensaios clínicos pelo risco de arritmias cardíacas.

Além disso, o NIH (Insituto Nacional de Saúde dos EUA), em suas orientações sobre a Covid-19, também contraindica a utilização da cloroquina para tratamento da doença, a não ser para pesquisas médicas.

Segundo a FDA, a autorização para uso emergencial de medicamentos ajuda a fortalecer o sistema público de saúde contra ameaças ao facilitar a disponibilidade e uso drogas durante emergências de saúde.

A FDA concedeu a autorização emergencial para uso da cloroquina em março, em momento de pressão de Trump, que se pronunciava publicamente pela ampliação do uso da droga em pacientes com o novo coronavírus.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos