Bolsonaro erra ortografia ao assinar livro da rainha Elizabeth 2ª

Jair Bolsonaro (Foto: Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images)
Jair Bolsonaro (Foto: Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) assinou, na manhã de segunda-feira (12), o livro de condolências da morte da rainha Elizabeth II, do Reino Unido. Mas errou ao escrever a palavra “estabilidade”, e colocou “estabelidade" no lugar.

Confira o texto de Bolsonaro:

“Em nome do governo e do povo brasileiro, expresso as mais profundas condolências ao povo do Reino Unido bem como à família Real e ao rei Charles III, pelo falecimento da Rainha Elizabeth II. Manifesto minha profunda admiração por uma mulher de grande personalidade cujo senso de dever e devoção deixaram, ao longo de mais de sete décadas de reinado, um legado de liderança e estabelidade [o correto é estabilidade] para o povo britânico e para o mundo."

Pessoas nas redes sociais tiraram sarro do erro que o mandatário cometeu.

Elizabeth II faleceu na última quinta-feira (8), no castelo de Balmoral, na Escócia.

O livro de condolências está disponível ao público para ser assinado. Ele fica disponível na embaixada do Reino Unido, em Brasília, das 10h às 12h e das 14h às 16h.

De acordo com assessores do Palácio do Planalto, estão sendo feitos ajustes na agenda do presidente de forma a conciliar o compromisso de ele estar presente na Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York, EUA, com sua ida à Inglaterra.

O Brasil, tradicionalmente, faz o discurso de abertura do evento.

Leia também

Funeral da rainha Elizabeth

A informação do dia e horário do funeral foi confirmada pelo Palácio de Buckingham e pelo site oficial da Família Real.

De acordo com o comunicado, a cerimônia vai ocorrer na Abadia de Westminster na segunda-feira, 19 de setembro, às 11:00 horas [no horário de Londres, 7h no horário de Brasília].