Bolsonaro fala com apoiadores golpistas no Palácio da Alvorada: "Tudo dará certo"

Bolsonaro fala com apoiadores golpistas no Palácio da Alvorada:
Bolsonaro fala com apoiadores golpistas no Palácio da Alvorada: "Tudo dará certo". Foto: REUTERS/Adriano Machado.

Derrotado por Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições presidenciais, Jair Bolsonaro (PL) falou com apoiadores no Palácio da Alvorada na tarde desta sexta-feira (9). Pessoas vestidas de verde e amarelo fizeram concentração no local e gritaram "eu autorizo" para o mandatário. "Me responsabilizo pelos meus atos" e "“Tudo dará certo no momento oportuno”" foram frases declaradas pelo ex-capitão. As informações da CNN Brasil.

Bolsonaro se dirigiu ao local em Brasília após se deslocar a pé. Os apoiadores repetiram o tom de discurso dos últimos dias desde as eleições, onde pedem golpe e negam reconhecer o resultado do pleito. “Tudo dará certo no momento oportuno”, falou aos presentes.

A presença rara do chefe do Executivo acontece após dois momentos chaves no país: o anúncio dos primeiros ministérios de Lula para a gestão que começa em 2023 e a derrota do Brasil contra a Croácia na Copa do Mundo. Diferente de outros eventos anteriores, Bolsonaro não se manifestou em redes sociais; desde as eleições ele também aboliu as tradicionais lives semanais.

Lula anuncia ministros da Fazenda, Justiça e outros; veja nomes

O presidente eleito Lula (PT) iniciou nesta sexta-feira (9) o anúncio daqueles que integrarão seu novo governo, que começa em 1º de janeiro de 2023. Em entrevista a jornalistas no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), onde ocorrem as reuniões do gabinete de transição, o petista anunciou os ministros da Fazenda, Justiça, Fazenda, Defesa e Casa Civil, quatro pastas consideradas chaves.

"Essa foi a transição mais democrática da história das transições", afirmou Lula ao iniciar seu discurso, logo após Geraldo Alckmin (PSB), vice-presidente eleito, falou sobre a finalização da transição, que acontecerá na próxima segunda-feira (12).