Bolsonaro fala em risco de racionamento de energia por falta de chuvas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Daniel Marenco/Agência O Globo
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro levantou, nesta quarta-feira, a possibilidade de haver racionamento de energia no Brasil, se as chuvas não aumentem. A declaração foi dada ao comentar o acionamento, pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), da bandeira vermelha no segundo patamar, decidido na última segunda-feira, o que encarece as contas de luz.

— O pessoal critica, agora se eu não fizer nada, daqui a um mês, se não chover, você pode ir para um racionamento, até poder ter apagão. Daí piora tudo. E quanto mais baixa a represa, mesmo que você jogue na subida a mesma quantidade de água, gera menos energia, porque tem menos potência — disse o presidente, ao conversar com apoiadores no Palácio da Alvorada.

A decisão da Aneel de acionar a bandeira vermelha foi tomada na segunda-feira e levou em conta a falta de chuvas na região dos reservatórios de algumas das principais usinas hidrelétricas do país. Com isso, as contas ficarão mais caras em dezembro. A taxa extra em dezembro será de R$ 6,243 a cada 100 quilowatts-hora consumidos.

A cobrança da taxa extra estava suspensa desde maio deste ano, por conta da crise econômica causada pelo coronavírus.

— Fomos obrigados a decretar bandeira vermelha há dois dias — disse Bolsonaro, acrescentando: — Por que isso aí? É pra poder pagar energia mais cara que vêm da termoelétrica, porque as reservas estão lá embaixo. As represas estão lá embaixo.

Na terça-feira, Bolsonaro já havia levantado a possibilidade de apagão por conta da falta de chuvas.

O sistema de bandeiras tarifárias é uma forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia gerada por meio de usinas térmicas, que é mais cara do que a de hidrelétricas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos