Bolsonaro faz “concessão importante” aos EUA ao participar da Cúpula das Américas, diz especialista

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O primeiro encontro bilateral entre os presidentes americano Joe Biden, e brasileiro Jair Bolsonaro acontece nesta quinta-feira (9) à margem da Cúpula das Américas, realizada em Los Angeles. Os dois presidentes “não têm muito o que falar”, mas a participação de Bolsonaro “não deixa de ser uma concessão importante do Brasil para a política americana”, diz Antônio Carlos Lessa, da UnB.

A expectativa sobre o primeiro encontro bilateral entre os presidentes do Brasil e dos Estados Unidos é grande, visto que a relação entre os dois líderes é fria desde a derrota de Trump, aliado de Bolsonaro, e a chegada de Biden à Casa Branca, em janeiro de 2021.

O momento é importante no relacionamento bilateral entre o Brasil e os Estados Unidos, acredita o professor Antônio Carlos Lessa do Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (UnB). O especialista lembra que historicamente o relacionamento entre os dois países “é tenso, complexo”, e que “essa dinâmica de estranhamento entre os dois presidentes” cria dificuldades adicionais no encaminhamento da agenda bilateral.

Antônio Carlos Lessa acha que este primeiro encontro entre Biden e Bolsonaro pode, com certeza, aparar arestas em relação a este estranhamento, mas ressalta que os dois presidentes “não têm muito o que falar um ao outro”.

A relação dos Estados Unidos com a América Latina vem se desarticulando há anos. O fenômeno se acentuou no governo Trump. O aumento da concorrência na região, principalmente com a presença crescente da China, pressiona Washington a mudar de posição.


Leia mais

Leia também:
Cúpula das Américas expõe limites da influência americana na região
América Latina pode ser alternativa a desabastecimento em meio à crise na Europa e China, diz BID
Turquia manda recado aos Estados Unidos ao receber dois rivais de Washington

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos