Bolsonaro foi votado em Manicoré (AM) no segundo turno, ao contrário do alegado em vídeo

O presidente em exercício Jair Bolsonaro (PL) recebeu 8.056 votos no município Manicoré, no Amazonas, no segundo turno das eleições de 2022. Apesar disso, uma indígena afirma que o candidato à reeleição recebeu “zero voto”, em vídeo visualizado mais de 335 mil vezes nas redes sociais desde, pelo menos, 6 de novembro. No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) constata-se que no primeiro turno já tinha recebido 7.486 votos.

“Eu sou de Manicoré, Amazonas, e eu tô nesse momento muito revoltada, porque eu acabei de receber um pedido de socorro da minha família, dos meus familiares que moram nesse município, Manicoré, estado do Amazonas. 22 lá recebeu zero voto”, alega uma indígena em uma gravação compartilhada no Facebook, no Instagram, no Twitter e no TikTok, referindo-se ao número de Bolsonaro nas urnas.

A alegação de "zero votos" em Bolsonaro na cidade do Amazonas também circula em uma outra versão, sem a filmagem.

Captura de tela feita em 8 de novembro de 2022 de uma publicação no Twitter ( .)

O vídeo viralizou em meio a manifestações antidemocráticas de apoiadores de Bolsonaro que contestam a vitória nas urnas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Mas, ainda que tenham sido relatados casos em que Lula e Bolsonaro foram votados por unanimidade em algumas seções eleitorais, não é verdade que tenha havido “zero voto” em favor do presidente em exercício em Manicoré.

Uma consulta aos resultados da votação no site do TSE mostra que o candidato do PL obteve 7.486 votos no município amazonense no primeiro turno das eleições e 8.056 no segundo. Essas quantidades correspondem, respectivamente, a 30,91% e 34,68% dos votos do local.

Alguns usuários comentaram que o TSE teria corrigido os dados após a “denúncia”. Entretanto, uma pesquisa no Wayback Machine e no Archive não levaram a nenhum outro registro de votos.

O AFP Checamos já verificou outro conteúdo com a alegação de que Bolsonaro não recebeu nenhum voto no município amazonense de São Gabriel da Cachoeira.

Esse conteúdo também foi checado pelo Boatos.org, pelo Aos Fatos e pelo Fato ou Fake.