Bolsonaro ganha apoio de Malvino Salvador, Juliette vai de Lula; saiba o voto dos artistas

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Na última segunda-feira (29), Juliette publicou em seu Twitter que, apesar de ter "ressalvas legítimas e naturais" sobre todos os candidatos, já se decidiu: "Não há como dizer o contrário, não há como calar, o meu voto é no Lula", escreveu ela, passando o recado para seus mais de 5 milhões de seguidores naquela rede (no Instagram são 33 milhões).

A menos de um mês das eleições presidenciais, a cantora e vencedora do BBB 21 é mais uma celebridade que optou por declarar publicamente seu voto, deixando para trás o discurso de neutralidade política -e ela tem a seu lado outros artistas e influenciadores jovens.

Gente como a youtuber Bianca Andrade, a Boca Rosa, que na mesma semana também anunciou seu voto em Lula. O motivo: "Faço parte de uma nova geração de empresários que está cansada de sentar com as mesmas pessoas. Eu quero que na minha mesa tenham mulheres, tenha a galera LGBTQIAP+, pessoas pretas. É esse o ambiente que eu quero".

Ainda que indiretamente, Marisa Monte, uma verdadeira incógnita quanto ao seu posicionamento político ao longo de toda a carreira, também demonstrou apoio a Lula ao aplaudir o coro pró-candidato petista que vinha da plateia de um de seus shows, no Rio. Ela ainda fez um vigoroso discurso a favor da urna eletrônica, tão combatida e criticada por Bolsonaro.

Teve ainda o furacão Anitta, em julho, sacudindo a campanha eleitoral ao declarar o voto em Lula e se colocando à disposição para ajudá-lo a se eleger. Ex-eleitor de Ciro Gomes, Caetano Veloso juntou-se a elas de forma emotiva. "Chorei vendo Lula no Jornal Nacional", contou ele, logo depois da sabatina na Globo, no fim de agosto.

O rol de personalidades que já declararam voto no candidato do PT inclui ainda Luisa Sonza, Emicida, Gloria Groove, Chico Buarque, Gilberto Gil, Mano Brown, Felipe Neto, Daniela Mercury, Ludmilla, Gil do Vigor, Pabllo Vittar, Manu Gavassi, Camila Pitanga e Alceu Valença, entre outros.

Jair Bolsonaro, por outro lado, segue firme entre os sertanejos e vem ganhando novos apoiadores entre os artistas. Já declararam que votam nele e o admiram: Zezé di Camargo, Sérgio Reis, Gusttavo Lima, Bruno (da dupla com Marrone), Chrystian (da dupla com Ralf), os roqueiros Roger (Ultraje a Rigor) e Digão (Raimundos), Latino, Ratinho, Ronaldinho Gaúcho, Andressa Urach e Thiago Gagliasso, para citar alguns.

O apoio público mais recente entre as celebridades veio do ator Malvino Salvador, que nesta terça-feira (6) saiu em defesa do candidato à reeleição ao participar do podcast "Cara a Tapa". Malvino classificou Bolsonaro como uma pessoa de "boas intenções", que vem sendo "massacrado pela mídia de uma forma desonesta".

Abre parênteses. O ator é casado com a comentarista e lutadora de jiu-jítsu Kyra Gracie, do tradicional clã de lutadores do qual também faz parte seu tio Renzo, radicado nos Estados Unidos. Em 2019, Bolsonaro o agraciou com o título de "embaixador do turismo brasileiro", assim como fez com Ronaldinho Gaúcho.

Um mês após a honraria, Renzo se envolveu em um incidente diplomático com a França, ao chamar o presidente do país, Emmanuel Macron, de "palhaço". Para Renzo, o político tinha "um pescoço de franga", e sua mulher, a primeira-dama Brigitte, era "um dragão". Fecha parênteses.

Quem também aderiu com força total à campanha bolsonarista foi o promoter, ex-apresentador de TV e ex-faz-tudo de Gal Costa (ele era um mix de assessor de imprensa com secretário particular), Amin Khader. Mais do que apoiar, ele se declarou ao presidente. "Te amo", escreveu, no Instagram.

Ex-galã, conservador e contemporâneo de Mario Frias, o ator Felipe Folgosi, 48, não só vinha apoiando e elogiando Bolsonaro em suas redes, como seguiu seu caminho: ele também filiou-se ao PL e lançou-se candidato a deputado federal por São Paulo. "Sete de Setembro vai ser o prego no caixão do TSE. Vamos comemorar a nossa independência dessa esquerda maldita, em nome de Jesus", conclama ele, ao fazer campanha em sua conta no Instagram.