Bolsonaro ganha terreno em SP e chega a empate técnico com Lula no Estado, aponta Genial/Quaest

Presidente Jair Bolsonaro

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição no pleito de outubro, ganhou terreno em São Paulo e está tecnicamente empatado no Estado com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), líder nas pesquisas nacionais, mostrou pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quinta-feira.

De acordo com o levantamento, Lula tem 37% da preferência dos eleitores paulistas, mesmo patamar da pesquisa anterior realizada no mês passado. Bolsonaro, por sua vez, soma 35%, ante 32% na sondagem anterior. Como a margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais, os dois principais postulantes ao Palácio do Planalto estão em empate técnico no Estado, de acordo com a Quaest.

Ainda segundo o levantamento, a soma dos demais candidatos à Presidência em São Paulo é de 13%, ante 17% no levantamento anterior.

Somente em 2002, primeira vitória eleitoral de Lula, um candidato a presidente do PT venceu o pleito no Estado de São Paulo. Em 2006, 2010, 2014 e 2018 os candidatos da legenda --Lula, Dilma Rousseff e Fernando Haddad, respectivamente-- foram derrotados no Estado, mesmo que Lula, em 2006, e Dilma, em 2010 e 2014, tenham vencido nacionalmente.

A Quaest também indagou sobre a disputa para o governo do Estado. Embora na pesquisa espontânea, quando os nomes dos candidatos não são apresentados ao eleitor, o percentual de indecisos seja de 80%, na estimulada, quando os nomes são apresentados, Haddad (PT) mantém a liderança, seguido por Tarcísio de Freitas (Republicanos) e Rodrigo Garcia (PSDB), empatados em segundo.

Haddad, apadrinhado por Lula, soma 34%, ante 35% na pesquisa anterior, enquanto Tarcísio, afilhado político de Bolsonaro, manteve os 14% que tinha no levantamento de julho e Garcia, que foi vice do ex-governador João Doria, mas busca se apresentar como candidato independente diante da polarização nacional, ficou com 14%, ante 12% na pesquisa anterior.

Para a pesquisa realizada em São Paulo e contratada pela Genial Investimentos, a Quaest ouviu 2.000 eleitores paulistas entre os dias 5 e 8 de agosto.

O último levantamento nacional do instituto, realizado entre 28 e 31 de julho, mostrou Lula com 44% das intenções de voto, ante 32% de Bolsonaro.