Bolsonaro afirma que imprensa mundial é de esquerda, o que atrapalharia imagem do Brasil

Presidente Jair Bolsonaro foi criticado por diversos meios de comunicação estrangeiros pela condução da pandemia do coronavírus (Foto: AP Photo/Eraldo Peres)

Na saída do Palácio da Alvorada, na manhã desta segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro justificou a imagem ruim do Brasil no exterior: a imprensa mundial, avalia ele, é de “esquerda”.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Segundo uma apoiadora, o trabalho da Secretaria de Comunicação precisa ser reforçado, porque o país não tem sido “bem visto no exterior”.

Leia também

“A imprensa mundial é de esquerda”, justifica Bolsonaro. “O Trump sobre muito nos Estados Unidos também.” A fala do presidente acontece um dia depois de os Estados Unidos proibirem a entrada de Brasileiros durante a crise do novo coronavírus.

Nesta segunda-feira, o jornal Financial Times publicou um texto criticando o presidente brasileiro. “O populismo de Jair Bolsonaro está levando o Brasil ao desastre”, é o título da publicação inglesa, conhecida pelo viés liberal.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

No texto, o autor afirma que o presidente do Brasil lidou com a crise do coronavírus de forma parecida com Donald Trump, mas ainda mais irresponsável e perigosa. “Os dois líderes ficaram obcecados pela suposta cura nas propriedades do remédio contra malária, a hidroxicloroquina. Mas, enquanto Trump usa só nele mesmo, Bolsonaro forçou o ministério da Saúde do Brasil a mudar as recomendações, indicando o remédio para pacientes com coronavírus”, diz o artigo.

Essa não é a primeira vez que Jair Bolsonaro é criticando internacionalmente. Na última semana, o francês Le Monde afirmou que havia “algo podre no reino do Brasil”. A revista The Economist também comentou a atuação do presidente durante a pandemia e disse que Bolsonaro subestimava o vírus.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.