Bolsonaro lamenta a morte de Marília Mendonça: 'Pedimos a Deus que conforte os familiares dos que estavam na aeronave'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BRASÍLIA — Em vídeo publicado nas suas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro voltou a lamentar a morte da cantora Marília Mendonça, morta em um acidente aéreo na tarde desta sexta-feira em Caratinga (MG). Bolsonaro, que já havia demonstrado solidariedade com os familiares da cantora na noite de ontem, pediu que Deus conforte os familiares da artista e das outras quatro vítimas que também estavam na aeronave.

— Obviamento, o dia de ontem foi bastante proveitoso para nós, mas também um dia triste pelo passamento da cantora Marília e mais quatro pessoas na aeronave. Mas essa é a vida. Por coincidência, falei durante a semana, não sou pastor nem padre, mas falei que a única coisa certa nessa vida é um ponto final para todos nós — afirmou Bolsonaro.

O presidente lembrou também que a cantora tinha um filho de 2 anos de idade e lembrou do atentado que ele sofreu em Juiz de Fora, durante a campanha presidencial de 2018.

— É a nossa vida. Um sentimento de profundo vazio que acontece no nosso meio quando morre uma pessoa da nossa família, ou conhecimento nosso, pela sua vida, pelo seu profissionalismo. Pedimos a Deus que conforte a ela e os familiares dos quatro que estavam com ela — disse o presidente.

Desde a confirmação da morte da artista, diversas autoridades e políticos demonstraram solidariedade com os familiares e lamentaram a morte da cantora, um dos maiores ícones do sertanejo, responsável por revolucionar o gênero.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos