Bolsonaro muda o tom, parabeniza governadores e pede união contra coronavírus

JOÃO VALADARES
Presidente parabenizou governadores do Nordeste por união (Mateus Bonomi/AGIF)

RECIFE, PE (FOLHAPRESS) - Em videoconferência nesta segunda-feira (23) com governadores do Nordeste, que em sua grande parte compõem bloco de oposição ao governo federal, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) mudou o tom de enfrentamento e adotou um posicionamento conciliador.

Ele chegou a os parabenizar pela cooperação e entendimento e falou da necessidade de união neste momento. Disse ainda que queria estabelecer diálogo com todos os estados. No domingo (22), o presidente havia afirmado: "O povo saberá que foi enganado por esses governadores e por grande parte da mídia nessa questão do coronavírus".

Leia também

Durante a videoconferência, não houve momentos de tensão. Governadores nordestinos avaliaram o encontro virtual como uma reunião técnica em que o tom institucional e respeitoso foi mantido do início até o fim.

O presidente falou da importância de padronização dos decretos para enfrentar a doença. Ao ser questionado pelo governador do Ceará, Camilo Santana (PT), o governo federal assegurou a ampliação do Bolsa Família.

"Falei da importância da necessidade de o governo federal assumir a condução do processo. Ele escutou os governadores e atendeu a todas as nossas colocações. Saí bastante otimista. É preciso agilizar as ações. Uma coisa é a decisão, outra é fazer acontecer", disse o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania).

Nesta segunda-feira, o presidente também anunciou uma série de medidas para auxiliar governos locais durante a pandemia.

O pacote inclui a suspensão da dívida de estados com a União no valor de R$ 12,6 bilhões.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.