Bolsonaro não participará de reunião de cúpula do Mercosul nem presencial, ou virtualmente

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O presidente Jair Bolsonaro não participará da 60ª edição da Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul, prevista para acontecer nesta quinta-feira, no Paraguai. Segundo o Itamaraty, a ausência de Bolsonaro será não apenas presencial, mas também virtual.

Até quarta-feira, havia a especulação de que o presidente brasileiro gravaria um vídeo, para ser transmitido durante a reunião de líderes do bloco. Mas essa hipótese também foi descartada pela área diplomática. O Brasil será representado pelo chanceler Carlos França.

Esta é a primeira reunião presencial de presidentes do Mercosul, formado por Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, desde o início da pandemia de Covid-19, em 2020. Bolsonaro cancelou sua ida, alegando compromissos oficiais.

Na quarta-feira, foi anunciada a assinatura de um acordo de livre comércio entre Mercosul e Singapura. Os países do bloco também concordaram com a reunião de 10% da Tarifa Externa Comum (TEC), proposta pelo governo brasileiro, que há havia adotado as alíquotas mais baixas unilateralmente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos