Bolsonaro nega ofensa a nordestinos e chama general de 'melancia'

Luiza Belloni
1 / 1

Bolsonaro nega ofensa a nordestinos e chama general de 'melancia'

O presidente Jair Bolsonaro voltou a negar na manha deste domingo (21) quetenha ofendido o povo nordestino

O presidente Jair Bolsonaro voltou a negar na manhã deste domingo (21) que tenha ofendido o povo nordestino. Na última sexta, o presidente chamou os governadores do Nordeste de “paraíbas” em uma conversa informal com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. 

No Twitter, Bolsonaro enfatizou que a “ofensa” foi dirigida aos governadores da região e que não há “nenhuma crítica ao povo nordestino”, que os chamou de “meus irmãos”. 

Na sequência, Bolsonaro ironizou o general da reserva Luiz Rocha Paiva, que classificou os comentários do presidente como “antipatrióticos”. “Sem querer descobrimos um melancia”, escreveu em outro tuíte, sinalizando que o general seria “vermelho por dentro”. 

Ontem, Bolsonaro havia culpado a imprensa por “fazer a festa” em “três segundos” de gravação. “Eu fiz uma crítica ao governador do Maranhão e da Paraíba, vivem esculhambando obras federais, que não são deles, são do povo”, disse ao O Globo. “A crítica que eu fiz foi aos governadores, nada mais. Em três segundos, vocês da mídia fazem uma festa. Eles são unidos, eles têm uma ideologia, perderam as eleições. Tentam o tempo todo, através da desinformação, manipular eleitores nordestinos.”

‘Paraíba’

Na manhã de sexta (19), foi publicada uma gravação da TV Brasil em que Bolsonaro tem uma conversa informar com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e chama os governadores do Nordeste de “paraíbas”. “Daqueles governadores de...

Continue a ler no HuffPost