Bolsonaro nega que ataque democracia e chama críticos de ‘psicopatas’

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste domingo que apenas um "psicopata" ou um “imbecil” chamaria as manifestações de 7 de Setembro e 1º de maio de “atos que atentam contra a democracia”. Bolsonaro participou das duas manifestações, que tiveram entre seus motes ataques contra o Supremo Tribunal Federal (STF).

— Não estou atacando de forma nenhuma. Só um psicopata ou imbecil para dizer que os movimentos de 7 de setembro e 1º de maio são atos que atentam contra a democracia. Quem diz isso é psicopata ou imbecil — afirmou Bolsonaro durante passeio de moto neste domingo.

As manifestações de 7 de Setembro são alvo de investigações pelo STF e pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O objetivo é saber quem financiou as viagens de caminhões e ônibus de diferentes partes do país e as diárias de hotéis para participantes dos atos em Brasília e em São Paulo. Há suspeita de que as manifestações podem ter sido financiadas por empresários ou políticos. O TSE também vai investigar se houve conteúdo de campanha eleitoral antecipada.

Na ocasião, o presidente Jair Bolsonaro discursou para apoiadores na Avenida Paulista, em São Paulo, e chamou o ministro do STF Alexandre de Moraes de "canalha". Disse, também, que ele deveria "pegar o chapéu" e deixar a Corte. No 1º de Maio, no entanto, ele fez uma aparição rápida e não discursou.

Neste domingo, além de seu passeio de moto, Bolsonaro participou de jetski de uma “Lanchaciata” em favor de seu governo. Donos de iates de Brasília se reuniram no lago Paranoá próximo ao Palácio da Alvorada

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos