Bolsonaro nega tentativa de contato com Biden e reafirma alinhamento a Trump

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Na véspera da eleição presidencial nos Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro afirmou em suas redes sociais, na noite desta segunda-feira (2) que não tentou contato com o democrata Joe Biden, que lidera as pesquisas americanas. Ele reafirmou, ainda, o seu alinhamento com o republicano Donald Trump, candidato à reeleição. "Não tentei contato com o candidato Biden, tampouco pedi ao nosso embaixador fazê-lo", escreveu Bolsonaro. Na manhã desta terça-feira (3) ele irá se reunir com o chanceler Ernesto Araújo, no Palácio do Planalto. Ambos são enfáticos apoiadores de Trump. O motivo da reunião não foi informado pelo Planalto. Bolsonaro se manifestou em resposta a uma notícia da GloboNews dando conta que, diante da possibilidade de vitória do democrata, Bolsonaro tentou manter contato mais de uma vez com Biden, sem sucesso. De acordo com a GloboNews, a campanha do democrata recusou as tentativas de contato sob o argumento de que Biden não falaria com governos de outros países durante a campanha eleitoral. "Quanto às eleições, todos sabem do respeito que tenho pelos EUA bem como do bom relacionamento com o presidente Donald Trump", escreveu ainda o presidente brasileiro, marcando o perfil oficial do norte-americano no Twitter. Bolsonaro sempre demonstrou alinhamento a Trump e chego u a dizer que ele irá vencer "pelo bem dos Estados Unidos e do mundo". Ex-ministros das Relações Exteriores, embaixadores e militares avaliam que, se Biden confirmar o favoritismo e derrotar Trump, a política no Brasil que mais sofrerá impactos será a do meio ambiente. No primeiro debate entre o democrata e o republicano, em setembro, Biden sugeriu ajuda financeira ou sanções ao Brasil caso o país não proteja a Amazônia. Bolsonaro criticou a fala.