Bolsonaro nomeia nº 2 de Damares em conselho da Casa da Moeda; ela receberá R$ 4,5 mil por reunião

Redação Notícias
Valter Campanato/Agência Brasil via AP
Valter Campanato/Agência Brasil via AP

RESUMO DA NOTÍCIA

  • A economista Tatiana Alvarenga, atualmente número dois da ministra Damares Alves, foi nomeada por Bolsonaro para o Conselho Fiscal da Casa da Moeda, paralelamente ao cargo no ministério.

  • A auxiliar de Damares recebe R$ 4,5 mil a cada reunião mensal; a ministra negou ter interferido na nomeação dela.

A economista Tatiana Alvarenga, atualmente número dois da ministra Damares Alves, parece estar em alta no governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido): ela acabou de ser nomeada pelo ex-capitão para o Conselho Fiscal da Casa da Moeda, em cujo colegiado tomou posse em novembro passado.

A informação foi divulgada pelo blog do jornalista Guilherme Amado, na revista Época, segundo o qual a auxiliar de Damares recebe R$ 4,5 mil a cada reunião mensal – concomitantemente ao posto no ministério da pastora.

Leia também

Alvarenga foi nomeada antes mesmo de Damares indicá-la para presidir a Fundação Palmares recentemente.

O Ministério de Direitos Humanos, ao ser procurado pelo blog, negou que Damares tenha influenciado na indicação da conselheira na estatal.

Por outro lado, ninguém no governo explicou como e por que a economista atua ao mesmo tempo na Cada da Moeda e no Ministério dos Direitos Humanos.