Bolsonaro oficializa interino Victor Godoy Veiga como ministro da Educação

Edifício do Ministério da Educação, em Brasília

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro oficializou nesta segunda-feira Victor Godoy Veiga como ministro da Educação, depois de 20 dias como interino.

Veiga era o secretário-executivo do ministério até a demissão de Milton Ribeiro, no dia 28 de março, depois de revelada a atuação suspeita de pastores evangélicos, sem cargos oficiais, na suposta liberação de verbas da pasta para prefeituras.

Tanto a bancada evangélica na Câmara quanto o centrão tentaram emplacar nomes no comando do ministério, mas Bolsonaro preferiu manter o mesmo padrão de empossar aqueles que já atuavam nos ministérios, como fez no caso dos ministros que deixaram o cargo para concorrer nas próximas eleições.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)