Bolsonaro para de crescer e Lula amplia vantagem no primeiro turno, mostra PoderData

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Ex-presidente Lula mantém vantagem sobre o atual presidente Jair Bolsonaro (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images/ EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
Ex-presidente Lula mantém vantagem sobre o atual presidente Jair Bolsonaro (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images/ EVARISTO SA/AFP via Getty Images)

Resumo da notícia

  • Em nova pesquisa PoderData, Lula aparece com 42% das intenções de voto

  • Bolsonaro, em segundo lugar, parou de crescer e ficou com 35%

  • No segundo turno, vantagem de Lula é de onze pontos percentuais

O ex-presidente Lula (PT) aparece como favorito no primeiro turno da eleição presidencial, com 42%, segundo nova pesquisa PoderData, divulgada nesta quarta-feira (11). O petista ampliou a vantagem sobre Jair Bolsonaro (PL), que tem 35%, em relação ao levantamento feito no fim de abril.

Agora, a distância entre os dois é de 7 pontos percentuais, enquanto em abril era de 5 pontos. O levantamento foi feito entre os dias 8 e 10 de maio e foram ouvidas 3 mil pessoas por meio de ligações telefônicas, tanto para celular quanto aparelhos fixos. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. A pesquisa foi registrada no TSE com o número BR-08423/2022.

Veja como fica a intenção de votos no primeiro turno:

  • Lula (PT): 42%

  • Bolsonaro (PL): 35%

  • Ciro Gomes (PDT): 5%

  • João Doria (PSDB): 4%

  • André Janones (Avante): 3%

  • Simone Tebet: 2%

  • Branco/nulo: 5%

  • Não sabem: 4%

Luciano Bivar (União Brasil), Felipe d’Ávila (Novo), Eymael (DC), Marçal (Pros), Manzano (PCB), Péricles (UP) e Vera Lúcia (PSTU) foram citados na pesquisa, mas não pontuaram.

Segundo turno

Em um eventual segundo turno, Lula venceria Bolsonaro por 49% x 38%, vantagem de 11 pontos percentuais. Outros 9% disseram que votarão branco ou nulo e 4% ainda não decidiram.

Assim como no primeiro turno, o petista ampliou a diferença em dois pontos percentuais em relação ao levantamento feito entre os dias 24 e 26 de maio. Na ocasião, Lula tinha 41% e Bolsonaro 39%. A variação está dentro da margem de erro da pesquisa, de dois pontos. Em janeiro, a diferença entre os dois candidatos em um eventual segundo turno chegou a ser de 22 pontos percentuais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos