“Podíamos ter destruído a fita. Decidimos manter”, diz Bolsonaro a apoiadores

Presidente Jair Bolsonaro em Brasília, no dia 24 de maio de 2020. Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse a apoiadores que se aglomeraram em Brasília, neste domingo (24), que podia ter destruído a gravação da reunião ministerial de 22 de abril, divulgada na última sexta.

"Sei que a imprensa está pegando imagens aí. Nós classificamos como secreto aquele encontro. E não precisava [ter mostrado], podia ter destruído a fita. Nós decidimos manter a fita, poderíamos ter destruído a fita, não teria penalidade alguma", afirmou.

Leia também

O vídeo da audiência com Bolsonaro e integrantes do governo teve sua divulgação liberada pelo ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal).

Sergio Moro, ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, apontou que a reunião continha provas de que o presidente queria interferir politicamente no comando da Polícia Federal. O caso está sendo investigado pela PGR (Procuradoria-Geral da República).

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.