Bolsonaro promete R$ 60 bilhões a governadores para combater novo coronavírus

·2 minuto de leitura
Brazil's President Jair Bolsonaro wears a face mask as he speaks to the press upon departure from the official residence of Alvorada palace in Brasilia, Brazil, Monday, May 11, 2020. Starting Monday, the capital city's government will fine or jail those who do not wear a face mask in public, amid the spread of the new coronavirus. (AP Photo/Eraldo Peres)
O presidente afirmou que deve sancionar o projeto da liberação da verba, que deverá estar disponível até o dia 30 de maio (Foto: AP Photo/Eraldo Peres)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) debateu a concessão de ajuda financeira de R$ 60 bilhões aos estados durante combate à pandemia do novo coronavírus, em reunião por videoconferência com os 27 governadores nesta quinta-feira (21).

Do encontro também participaram os ministros, o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM). O presidente vai sancionar o projeto de lei que libera a verba, e a expectativa é que a primeira parcela seja liberada até o dia 30 de maio.

Leia também

O movimento também parece ter oferecido uma trégua nos constantes conflitos entre o presidente e o governador de São Paulo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Doria considerou a reunião um fato histórico e elogiou o tom de paz, harmonia e entendimento. "Na guerra todos perdem, principalmente os mais pobres e humildes. A reunião foi uma demonstração de sabedoria, bom senso e equilíbrio de todos os que estavam participando", afirmou.

Além da verba, cuja divisão ainda não está clara, ficara acordado véspera em conversa de Doria com o ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, que os 1.800 leitos de UTI solicitados pelo governo estadual serão homologados até 26 de maio.

O ministério também prometeu para o início da próxima semana a entrega de 600 respiradores, que serão destinados à capital, região metropolitana e baixada santista.

O estado de São Paulo soma até esta quinta 73.739 casos de Covid-19 -3.880 registrados nas 24 horas de quarta para quinta-feira, uma alta de 5,55% em relação ao dia anterior.

Em relação ao número de mortes, o o estado chegou a 5.558 -195 a mais que esta quarta, um aumento de 3,63%.

A taxa de ocupação de leitos de UTI no estado está em 73%, com 4.224 pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19 internados. Outros 6.467 permanecem em enfermarias. Na Grande São Paulo, a taxa de ocupação na terapia intensiva é de 89,6%.

No Hospital de Campanha Ibirapuera (zona sul), 155 pessoas permanecem internadas. Até esta quinta, 14.669 pessoas tiveram alta dos hospitais estaduais e estão curadas.

da FolhaPress

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos