Bolsonaro quer mudar regra de debate no SBT; saiba qual

Bolsonaro quer mudar regra de debate no SBT; saiba qual (Photo by MAURO PIMENTEL / AFP) (Photo by MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)
Bolsonaro quer mudar regra de debate no SBT; saiba qual (Photo by MAURO PIMENTEL / AFP) (Photo by MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)

Nas vésperas do debate presidencial deste sábado (24), o presidente Jair Bolsonaro (PL) espera alterar uma das regras do programa que vai ao ar no SBT. O candidato quer que, ao invés de apenas mostrar a cadeira do candidato ausente, a emissora direcione perguntas ao móvel vazio. A regra deve ser utilizada no próximo debate da TV Globo, e Bolsonaro quer a norma para aproveitar e chamar o adversário de "fujão".

Conforme já confirmado - e com mínimas chances de mudança - o ex-presidente Lula (PT) não irá ao debate no SBT. O petista se reuniu com coordenadores da campanha e bateu o martelo. Para a campanha de Bolsonaro, apenas mostrar a cadeira vazia pode favorecer o adversário petista, segundo apurou o colunista Lauro Jardim.

Todos os outros candidatos convidados confirmaram presença, segundo o portal Notícias da TV. Estarão no debate do SBT: Jair Bolsonaro (PL), Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet (MDB), Soraya Thronicke (União Brasil) e Felipe D'Ávila (Novo).

Em vez de ir ao debate no SBT, Lula estará em um comício em Ipatinga, em Minas Gerais. O petista esteve no primeiro debate, na TV Bandeirantes, no dia 28 de agosto, e estará no último, na TV Globo.

Pesquisas eleitorais, como saber em quais posso confiar?

Em meio a essa diversidade de levantamentos existentes no Brasil, muitos eleitores não sabem em quais resultados acreditar.

No primeiro dia do ano passou a ser obrigatório (leia a resolução clicando aqui)o registro junto à Justiça Eleitoral de qualquer pesquisa pública relacionada às eleições para presidente e governador. Porém, se uma pesquisa está registrada não necessariamente significa que ela será confiável, isso porque não há nenhum tipo de fiscalização prévia sobre a metodologia desses levantamentos.

Atualmente, a confiabilidade das pesquisas é garantida no Brasil por meio da transparência. São algumas das informações que devem ser cadastradas junto à Justiça Eleitoral, tornando as pesquisas passíveis de contestação, caso qualquer irregularidade seja encontrada posteriormente:

  • Nome do contratante

  • Valor cobrado pela pesquisa

  • Origem dos recursos investidos

  • Metodologia

  • Período de realização

  • Sistema de fiscalização da coleta de dados

  • Tipo de questionário aplicado

Para identificar os atributos que mais merecem atenção nas pesquisas eleitorais, a reportagem do Yahoo! Notícias conversou com alguns especialistas no assunto e separou uma lista com os pontos mais importantes, confira aqui.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)