Bolsonaro recebe alta na manhã deste domingo após 4 dias internado

·2 minuto de leitura
Presidente Jair Bolsonaro estava internado em SP por conta de uma obstrução intestinal (Foto: Reprodução)
Presidente Jair Bolsonaro estava internado em SP por conta de uma obstrução intestinal (Foto: Reprodução)
  • Presidente Jair Bolsonaro recebe alta na manhã deste domingo após 4 dias internado

  • Ele foi internado na quarta-feira devido a uma obstrução intestinal

  • Segundo equipe médica, presidente deve seguir dieta regrada e rotina de exercícios

O presidente Jair Bolsonaro recebeu alta médica na manhã deste domingo (18) após apresentar um quadro de obstrução intestinal e passar 4 dias internado no Hospital Vila Nova Star, na Zona Sul de São Paulo. Ele retorna a Brasília ainda hoje.

Segundo a equipe médica, a alta foi possível porque o sistema digestivo do presidente está funcionando regularmente. “Ele deverá retomar a rotina de trabalho com calma”, informou o cirurgião Antônio Luiz Macedo, no sábado (17).

Leia também:

Antônio Macedo disse que Bolsonaro “está ótimo” e que terá que seguir uma dieta regrada e rotina de exercícios para evitar novos quadros de obstrução intestinal. “Ele terá que mastigar bem os alimentos”, afirmou.

A alimentação, que está na fase cremosa, irá evoluir para a pastosa. O presidente deve também evitar alimentos fermentativos para conter a formação de gases.

Bolsonaro está internado desde quarta-feira (14) para tratar de uma obstrução intestinal. Nesse período, seguiu despachando com ministros por videoconferência e, na manhã de sábado, posto vídeo em que aparece caminhando no corredor do hospital. “Seguimos progredindo. Bom dia a todos”, escreveu.

Por videoconferência, o chefe do Executivo participou ainda de inauguração de uma agência da Caixa Econômica em Missão Velha (CE).

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

“Estou bem graças a Deus. O problema que eu tive no início dessa semana foi ainda em função da facada que eu recebi em 2018, a questão de aderência. De vez em quando, travo o intestino, e a gente dificilmente, né, deixa de realizar uma cirurgia. Mas graças a Deus não foi preciso. Tô louco para voltar a trabalhar, rever os amigos, voltar para o seio da família e realmente botar o Brasil para andar. E isso é o que todos nós queremos”, disse.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos