Bolsonaro repete ataques ao STF e diz que Brasil vai ter liberdade a qualquer preço

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 13.09.2022 - O presidente Jair Bolsonaro (PL) participa de um comício em Sorocaba, no interior paulista. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 13.09.2022 - O presidente Jair Bolsonaro (PL) participa de um comício em Sorocaba, no interior paulista. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

PRESIDENTE PRUDENTE, SP, E RECIFE, PE (FOLHAPRESS) - Candidato à reeleição, o presidente Jair Bolsonaro (PL) repetiu o tom de críticas ao STF (Supremo Tribunal Federal) durante comício em Presidente Prudente, no interior paulista. Ele repetiu a estratégia usada no 7 de Setembro e falou em colocar o tribunal dentro das quatro linhas da Constituição caso seja reeleito.

"Esperem acabar as eleições, todos jogarão dentro das quatro linhas da Constituição. Vamos fazer essa minoria que pensa que pode tudo, trazer para as quatro linhas."

A plateia de apoiadores de Bolsonaro vaiou o STF quando o candidato à reeleição fez menções ao tribunal.

"Com a minha chegada ao poder, vocês começaram a entender o que é a Presidência e seus ministros, o que é a Câmara, o Tribunal de Contas da União, Senado e o que é Supremo Tribunal Federal. Defendemos o funcionamento de todas as instituições, mas aqueles que ousam sair fora das quatro linhas, não interessa de qual poder ele seja, têm que serem trazidos para dentro das quatro linhas", afirmou Bolsonaro.

Em seguida, Bolsonaro disse que o país não aceita ditador, apesar de ser um defensor do período da ditadura militar (1964-1985). "O Brasil luta e vai ter liberdade a qualquer preço."

O presidente fez o discurso em um palco ao lado de aliados, como os candidatos a governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) e a senador Astronauta Marcos Pontes (PL).

Bolsonaro busca alavancar a popularidade no interior de São Paulo, incluindo em Presidente Prudente, cidade em que obteve 78% dos votos válidos no segundo turno de 2018. O Pontal do Paranapanema, no oeste do estado, é considerado um dos pontos fortes do bolsonarismo no estado.