Bolsonaro se cala mais uma vez em cerimônia militar em SP

O presidente Jair Bolsonaro participou da cerimônia de Declaração de Novos Aspirantes na Academia da Força Aérea em Pirassununga, interior de São Paulo, na manhã desta quinta-feira. Mais uma vez, ele deixou o local sem fazer nenhum pronunciamento.

A cerimônia começou por volta das 10h e celebrou o fim de um período de quatro anos da turma Anúbis na academia. É a sexta vez que ele marca presença em uma solenidade militar na cidade.

Durante o evento, Bolsonaro foi recepcionado com gritos de "mito" por alguns apoiadores na plateia, tirou selfies e cumprimentou aspirantes. Ele estava acompanhado pelo ministro Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), ministros do Superior Tribunal Militar e pelos deputados federais Carla Zambelli (PL-SP), Celso Russomanno (Republicanos), Hélio Lopes (PL-SP) e General Peternelli (União-SP).

Na última segunda-feira, Bolsonaro chorou durante outro evento militar em Brasília, onde ele também não discursou. Ele apareceu visivelmente emocionado enquanto apertava as mãos dos oficiais e de suas esposas, no Clube Naval. Em alguns momentos, chegou a enxugar lágrimas.

O presidente está há mais de um mês sem fazer nenhum tipo de declaração pública, incluindo em suas redes sociais. Após a derrota na eleição presidencial para Luiz Inácio Lula da Silva, em 28 de outubro, Bolsonaro tem passado a maior parte do tempo no Palácio da Alvorada, sua residência oficial. Ele tem ido esporadicamente ao Palácio do Planalto.

Apesar de pressionado a se posicionar sobre os atos antidemocráticos em frente a quartéis, o presidente tem preferido o silêncio. De acordo com pessoas próximas, o presidente teme frustrar a expectativa dos apoiadores que contestam o resultado das eleições e receia que qualquer declaração piore sua situação com a Justiça.