Bolsonaro se filia ao PL no dia 30 deste mês, diz partido

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O PL afirmou nesta terça-feira que o presidente Jair Bolsonaro se filiará ao partido no próximo dia 30. O anúncio foi feito após uma reunião entre Bolsonaro e o presidente da legenda, Valdemar Costa Neto, no Palácio do Planalto.

A filiação chegou a ser marcada para o dia 22, mas estava suspensa, segundo o próprio PL, após "após uma intensa troca de mensagens na madrugada" no 14 de novembro. Bolsonaro se irritou com o fato de, em diversos estados, haver a perspectiva de alianças em 2022 com nomes de oposição, de partidos como PT e PSB.

Na semana seguinte, os dirigentes estaduais do partido se reuniram em Brasília e prometeram uma "carta branca" a Valdemar Costa Neto para negociar com o presidente.

Na manhã desta terça, Bolsonaro afirmou em uma entrevista que o processo de filiação estava "praticamente resolvido" e que deveria conversar com Costa Neto "nos próximos dias".

— Está praticamente resolvido. Eu converso com ele nos próximos dias. Está quase fechado. Mas, na política, só está fechado depois que fecha.

Há disputas em diversos estados que devem levar quadros do PL a saírem do partido, como antecipou o GLOBO. O secretário de Infraestrutura de Alagoas Maurício Quintella já comunicou internamente sua saída. No Ceará, Piauí, Pernambuco, Alagoas, Pará e Roraima, segundo integrantes da sigla, tem havido problemas.

Marcelo Ramos (PL-AM), vice-presidente da Câmara dos Deputados, prometeu sair caso Bolsonaro se filiasse, mas agora diz a interlocutores que tentará uma solução de consenso com Valdemar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos