Bolsonaro se irrita ao ser questionado sobre mortes por covid: “Não vim me aborrecer”

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Brazil's President Jair Bolsonaro adjusts his mask as he leaves Alvorada Palace, amid the coronavirus disease (COVID-19) outbreak in Brasilia, Brazil May 13, 2020. REUTERS/Adriano Machado     TPX IMAGES OF THE DAY
Presidente Jair Bolsonaro não se posicionou sobre a marca de 600 mil mortes por covid-19 no Brasil (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
  • Presidente Jair Bolsonaro pediu para não ser aborrecido ao ser questionado sobre a marca de 600 mil mortes por covid-19

  • Brasil atingiu marca de 600 mil mortes pela doença na última sexta-feira (8)

  • Como resposta, Bolsonaro questionou "qual país não morreu gente"

Questionado sobre a marca de 600 mil mortes por covid-19 no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) reagiu com irritação e pediu para não ser aborrecido. A fala do presidente aconteceu na última segunda-feira (11), e uma praia do Guarujá, onde Bolsonaro passa o feriado.

“Qual país não morreu gente? Qual país não morreu gente? Qual país não morreu gente? Responda! Olha, não vim me aborrecer aqui, por favor”, respondeu o presidente.

Leia também:

A marca de 600 mil mortes por covid no país foi ultrapassada na última sexta-feira (8) e, até o momento, Bolsonaro não se pronunciou sobre o assunto. Na contramão, ele chegou a reclamar de medidas sanitárias, como o passaporte da vacina.

“Por que cartão, passaporte da vacina? Eu queria ver o jogo do Santos. Agora me falaram que tem que estar vacinando. Por que isso? Eu tenho mais anticorpos de que quem tomou a vacina”, disse Bolsonaro no último domingo.

O Santos, por sua vez, nega que o presidente ou a equipe dele tenham entrado em contato com o clube para que Bolsonaro fosse à Vila Belmiro ver a partida contra o Grêmio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos