Bolsonaro segue em silêncio 24 horas depois do resultado oficial de eleição

Vinte e quatro horas após o anúncio oficial do resultado das eleições presidenciais de 2022, o presidente Jair Bolsonaro, que perdeu para Luiz Inácio Lula da Silva, ainda não fez comentário sobre o pleito. A segunda-feira foi de expectativa se o chefe do Executivo, que durante boa parte da campanha atacou, sem provas, o sistema eleitoral brasileiro, iria reconhecer o resultado. Mas ele não fez pronunciamento oficial nem ao vivo em Brasília ou nas redes sociais.

Primeira manifestação após derrota do pai: Flávio Bolsonaro fala em 'erguer a cabeça' e 'não desistir'

Lauro Jardim: Bolsonaro diz a ministros que não contestará o resultado e não vai parabenizar Lula

Malu Gaspar: A briga de Michelle e Carlos Bolsonaro, que deu o unfollow na primeira-dama no Instagram do pai

Por volta das 19h, as luzes da parte de baixo do Palácio da Alvorada foram apagadas. No domingo, isso ocorreu por volta de 22h, e a informação era de que o presidente havia ido dormir.

O GLOBO apurou que o presidente, que teve 48,91% dos votos, se reuniu durante todo o dia com ministros e foi aconselhado a se manifestar publicamente e reconhecer a vitória de Lula. Aliados afirmaram que ele está abatido e deve falar até terça-feira, mas não deve parabenizar Lula, tampouco contestar os resultados. Há quem diga que ele vai agradecer pelo votos e prometer ser a maior oposição ao novo governo a partir do ano que vem.

Jair Bolsonaro teve reuniões com ao menos oito ministros: Ciro Nogueira (Casa Civil), Paulo Guedes (Economia), Fabio Faria (Comunicação), Paulo Sergio Nogueira (Defesa), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria-Geral), Carlos França (Relações Exteriores) e Bruno Bianco (Advocacia-Geral da União).

Dentro do clã político do presidente, só o senador Flávio Bolsonaro se pronunciou, via Twitter. Coordenador da campanha do pai, ele escreveu: "Obrigado a cada um que nos ajudou a resgatar o patriotismo, que orou, rezou, foi para as ruas, deu seu suor pelo país que está dando certo e deu a Bolsonaro a maior votação de sua vida! Vamos erguer a cabeça e não vamos desistir do nosso Brasil! Deus no comando!"

De vice para vice

O vice-presidente Hamilton Mourão, eleito senador pelo Rio Grande do Sul, parabenizou o vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin. Foi o primeiro contato entre a chapa vencedora e a atual administração.

Na mensagem, Mourão se colocou à disposição para contribuir com o processo de transição que envolva as questões da vice-presidente. Ele também avisou que o Palácio Jaburu, residência oficial dos vice-presidentes da República, estará aberto para que Alckmin e sua mulher, Lu Alckmin, conheçam o espaço.