Bolsonaro sofre ameaças de morte em vídeos na internet

Fátima Meira/Futura Press

A Polícia Federal investiga duas novas ameaças feitas na internet contra o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), segundo o jornal O Globo.

Dois vídeos circulam nas redes sociais mostrando homens armados fazendo ameaças e falando em atirar contra o capitão da reserva. No início do mês, o vereador Carlos Bolsonaro, um dos filhos do presidente eleito, compartilhou os vídeos em mensagens no Twitter e advertiu para o risco de se menosprezar ataques verbais.

LEIA MAIS:

‘Nem é réu ainda’, diz Bolsonaro sobre investigação de indicado para a Saúde

Justiça sob Moro quer focar lavagem de dinheiro para asfixiar crime organizado

“Subestimar este tipo de ameaça diária contra todo brasileiro e tratá-los como vítimas é combustível do caos em nosso país. Bandido no Brasil deita e rola em cima de nossas leis e da Justiça! Se Deus quiser, isso acabará em breve!”, escreveu o vereador.

Num dos vídeos, um homem exibe uma arma e, sem mostrar o rosto, faz ameaças. Numa outra gravação, um homem segura duas pistolas e diz: “Bolsonaro, tu vai entrar na bala”. Ele mostra o rosto, sem qualquer receio de ser reconhecido.

Segundo O Globo, a PF está tentando identificar e localizar os autores das ameaças, que seriam bandidos de alguma facção criminosa.

Um dos objetivos da investigação será descobrir se as declarações fazem parte de um plano de ataque ou se seriam apenas tentativas de intimidar o presidente eleito.

Depois de sofrer um atentado a faca, em setembro, Bolsonaro passou a usar colete à prova de balas em todos os deslocamentos.