Bolsonaro tentará convencer líderes de que se esforça para conter desmatamento

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
BRASILIA, BRAZIL - MARCH 31: President of Brazil Jair Bolsonaro speaks during a pronouncement on the new emergency aid amidst the coronavirus pandemic  (COVID-19) at the Planalto Palace, on March 31,2021 in Brasilia, Brazil. Brazil has over 12,658,000 confirmed positive cases of Coronavirus and has over 317,646 deaths. (Photo by Mateus Bononi/Getty Images)
Presidente brasileiro falou que para alcançar esses objetivos serão necessários "recursos vultosos
  • Bolsonaro falará três minutos sobre suas ações a respeito do desmatamento

  • Brasileiro prometeu zerar o desmate ilegal até 2030

  • Encontro acontece um ano depois após reunião ministerial do "passar a boiada"

O presidente Jair Bolsonaro vai participar na manhã desta quinta-feira (22) da reunião virtual da Cúpula de Líderes Sobre o Clima. O brasileiro e outros 39 líderes mundiais foram convidados pelo presidente dos EUA, Joe Biden. As discussões acontecerão nesta quinta e sexta (23).

Bolsonaro deve falar por cerca de três minutos com o objetivo de convencer lideranças mundiais de que o Brasil vem se esforçando para conter o desmatamento na Amazônia. Os números de março, porém, mostram que foi pior desmate desde 2011.

O presidente brasileiro fará sua participação direto do Palácio do Planalto e estará acompanhado dos ministros Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil), Carlos França (Relações Exteriores), Tereza Cristina (Agricultura), Fábio Faria (Comunicações) e Ricardo Salles (Meio Ambiente).

Em carta enviada a Biden na última quarta-feria (14), Bolsonaro prometeu zerar o desmatamento ilegal no Brasil até 2030. “Queremos reafirmar nesse ato, em inequívoco apoio aos esforços empreendidos por vossa excelência, o nosso compromisso em eliminar o desmatamento ilegal no Brasil até 2030”, disse Bolsonaro na carta.

No documento, o presidente brasileiro falou ainda que para alcançar esses objetivos serão necessários "recursos vultosos e políticas públicas abrangentes".

"Passar a boiada"

Vale registrar que a Cúpula Virtual do Clima acontece um ano depois da famosa reunião ministerial em que Ricardo Salles disse que era preciso "passar a boiada" a respeito da desregulamentação da legislação ambiental enquanto o foco das atenções era o combate à pandemia.

Biden protagonista

Esse encontro sobre o clima é visto como uma oportunidade para Joe Biden assumir o protagonismo nessa questão ambiental, um dos pilares de sua campanha à Presidência dos EUA. Além disso, essa reunião servirá como um "esquenta" para a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, a COP-26, prevista para o período entre 1º e 12 de novembro em Glasgow, na Escócia.