Bolsonaro transfere Onyx para Secretaria-Geral e escolhe deputado João Roma para Cidadania

Ricardo Brito
·1 minuto de leitura

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro confirmou a transferência de Onyx Lorenzoni do Ministério da Cidadania para a Secretaria-Geral da Presidência e escolheu o deputado federal João Roma (Republicanos-BA) para substituir Onyx, segundo portarias publicadas em Diário Oficial da União extra desta sexta-feira.

Bolsonaro já havia dito recentemente que iria deslocar Onyx para a Secretaria-Geral da Presidência. Ele é um dos aliados mais fiéis do presidente, tendo sido coordenador da sua campanha ao Palácio do Planalto e ministro-chefe da Casa Civil no início do governo.

Onyx ocupará o posto que estava vago desde a ida de Jorge Oliveira para o Tribunal de Contas da União no ano passado.

A novidade é a escolha de Roma, deputado federal de primeiro mandato e que seria próximo ao presidente do DEM, o ex-prefeito de Salvador ACM Neto. É o primeiro integrante do Republicanos, partido com forte presença de evangélicos, no primeiro escalão do governo Bolsonaro.

Apesar da pressão de aliados do governo no Congresso, o presidente negou dias atrás que iria fazer uma reforma ministerial, ressaltando que neste momento faria apenas a troca envolvendo Onyx.