Bolsonaro trocou verde da bandeira pelo dos dólares, diz sindicalista sobre venda da Eletrobras

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*Arquivo* BRASÍLIA, DF, 13.07.2021 - O presidente Jair Bolsonaro durante solenidade alusiva à sanção da privatização da Eletrobrás, no Palácio do Planalto. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
*Arquivo* BRASÍLIA, DF, 13.07.2021 - O presidente Jair Bolsonaro durante solenidade alusiva à sanção da privatização da Eletrobrás, no Palácio do Planalto. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Presidente do Sindicato dos Eletricitários de São Paulo, Eduardo Annunciato, o Chicão, diz que a privatização da Eletrobras joga o Brasil na contramão das discussões globais sobre energia.

Segundo ele, o real pano de fundo da guerra entre Ucrânia e Rússia é o controle sobre o fornecimento de energia.

"Jair Bolsonaro, supostamente nacionalista e conservador, parece ter trocado o verde da bandeira pelo dos dólares", afirma.

O sindicalista critica "a completa ausência de consulta a órgãos públicos responsáveis na privatização da Eletrobras".

"São R$ 743 milhões de dividendos não pagos pela Eletronuclear ao governo federal e uma diferença de R$ 30,64 bilhões no cálculo do endividamento líquido da empresa", afirma.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos