Bolsonaro viaja para Dubai nesta sexta e inicia roteiro por países árabes

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·4 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Presidente Jair Bolsonaro em viagem a Abu Dhabi, em 2019 (Foto: Clauber Cleber Caetano/PR
Presidente Jair Bolsonaro em viagem a Abu Dhabi, em 2019 (Foto: Clauber Cleber Caetano/PR
  • Presidente Jair Bolsonaro viaja para Dubai nesta sexta

  • Roteiro por países árabes inclui Emirados Árabes Unidos (Dubai), Bahrein (Manama) e Catar (Doha)

  • Segundo Itamaraty, objetivo da viagem é buscar investimentos

O presidente Jair Bolsonaro viaja nesta sexta-feira (12) para uma visita aos Emirados Árabes Unidos (Dubai), Bahrein (Manama) e Catar (Doha), com foco na busca de investimentos dos países do Golfo Pérsico.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, a agenda do presidente inclui reuniões com governantes locais, encontros com empresários e visitas a feiras e exposições.

A viagem será uma oportunidade para troca de ideias “em alto nível sobre o cenário pós-pandemia”, segundo o embaixador Kenneth Félix da Nóbrega, secretário de Negociações Bilaterais para o Oriente Médio, Europa e África do Itamaraty. Entre os assuntos que serão tratados estão a alta do petróleo e a transição energética.

Em 2019, Bolsonaro já havia feito uma viagem a países do Oriente Médio que ficam na região do golfo: Arábia Saudita (Riad), Emirados Árabes (Abu Dhabi) e Catar (Doha).

Comitiva de 69 integrantes do governo esteve em Dubai recentemente

A ida de 69 integrantes do governo para “promover o turismo no Brasil” em evento de Dubai custou cerca de R$ 3,6 milhões aos cofres públicos.

O vice-presidente Hamilton Mourão, ministros de Estado e integrantes dos ministérios, somando 69 brasileiros, participaram da mesma ExpoDubai, de setembro a outubro. 

Eduardo Bolsonaro e a família em viagem a Dubai (Foto: Reprodução/ Instagram)
Eduardo Bolsonaro e a família em viagem a Dubai (Foto: Reprodução/ Instagram)

Em comparação, a viagem do presidente Jair Bolsonaro e ministros para a Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, na mesma época, teve um custo aproximado de R$ 1,1 milhão.

Na viagem à Dubai, o secretário especial da Aquicultura e Pesca, Jorge Seif, usou suas redes sociais para registrar a agenda de “trabalho-passeio” nos Emirados Árabes Unidos. Animado com o país do Golfo, Seif gravou vídeo na praia, fez piada com tubarão — seu “animal predileto”—, e transmitiu momento de confraternização com Renzo Gracie, lutador de MMA. Mestre em jiu-jitsu, Gracie exaltou a inclusão do peixe em sua dieta, mas o brinde foi com uma cerveja gelada.

Já o filho do presidente o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) ainda levou a família na viagem à Dubai no final de setembro.

Agenda de Bolsonaro busca ampliar relação comercial

Bolsonaro retorna à região em 2021 em busca de ampliar a relação comercial com os países árabes, grandes produtores de petróleo e que dispõem de fundos soberanos. A intenção é captar investimentos em áreas como infraestrutura, agronegócios e defesa.

“Nós estamos muito ambiciosos com os Emirados Árabes. Queremos mais investimentos em áreas do nosso interesse, como infraestrutura, por exemplo”, afirmou a jornalistas o diretor do Departamento de Oriente Médio do Itamaraty, embaixador Sidney Leon Romeiro.

O presidente chega no sábado (13) a Dubai, nos Emirados Árabes, um dos principais polos econômicos do mundo. Dubai é um dos sete emirados que integram o país, cuja capital é Abu Dhabi.

Até terça-feira (16), quando fica em Dubai, ele deve se encontrar com o príncipe herdeiro de Abu Dhabi, Mohamed Bin Zayed Al Nahyan, e o emir de Dubai e primeiro-ministro dos Emirados Árabes Sheik Mohammed Bin Rashid Al Maktoum para a assinatura de acordos.

Presidente da República, Jair Bolsonaro, recebe os cumprimentos do Xeque Suhail Al Mazrouei, Ministro de Energia e Indústria dos EAU. (Foto: Clauber Cleber Caetano/PR)
Em 2019, Presidente da República, Jair Bolsonaro, recebe os cumprimentos do Xeque Suhail Al Mazrouei, Ministro de Energia e Indústria dos EAU. (Foto: Clauber Cleber Caetano/PR)

No domingo (14), Bolsonaro deve comparecer à Dubai Air Show, uma feira de aviação civil e militar. Também há previsão de visita a uma unidade da empresa BRF.

Na segunda-feira (15), o presidente abrirá um fórum de investimentos organizado pela Apex em parceria com a Confederação Nacional das Indústrias (CNI) e com apoio da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira (CCAB).

Ainda na segunda, Bolsonaro deve comparecer à Expo 2020, que reúne inovações tecnológicas e obras arquitetônicas e terá um pavilhão brasileiro.

A comitiva presidencial segue para o Bahrein na terça-feira (16). Bolsonaro vai inaugurar a embaixada do Brasil em Manama, capital do Reino do Bahrein, e se encontrar com o rei Hamad Ben Issa Al-Khalifa.

Em Doha, no Catar, na quarta-feira (17), será recebido para reuniões com possível assinatura de acordos bilaterais pelo emir do país, Tamim Bin Hamad Al Thani.

Lá, o chefe do Executivo brasileiro deve visitar também o Estádio Lusail, que sediará a final da Copa do Mundo de 2022.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos