Bolsonaro visita Fux, que pede que escolha de novo ministro do STF ocorra após aposentadoria de Marco Aurélio

·1 minuto de leitura
Ministro do STF Marco Aurélio Mello

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro fez uma visita ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, no final da tarde desta terça-feira na qual conversaram sobre assuntos referentes à escolha do sucessor do decano da corte, Marco Aurélio Mello.

O decano aposenta-se em 5 de julho, às vésperas de completar 75 anos de idade, e Fux pediu a Bolsonaro que o substituto de Marco Aurélio só venha a ser indicado após ele deixar o tribunal.

"O ministro Fux pediu que, por cortesia, o presidente da República aguarde a aposentadoria do Ministro Marco Aurélio Mello, que será no início de julho, antes de indicar um novo nome para o cargo", disse nota distribuída pela assessoria de Fux.

O encontro, segundo a assessoria do presidente do STF, ocorreu após Fux chamar Bolsonaro para uma conversa depois de falarem ao telefone e terem combinado a visita que não constava nas agendas oficiais das autoridades. O encontro durou 20 minutos e ocorreu no gabinete da presidência da corte, conforme o comunicado.

Por ora, o favorito para a segunda indicação de Bolsonaro ao Supremo é o atual advogado-geral da União, André Mendonça.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos