Bolsonaro volta a criticar manifestantes pró-democracia: “Marginais, terroristas, maconheiros”

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Brazilian President Jair Bolsonaro greets military personnel from the Fire Department of the State of Goiais, on 05 June 2020, before the inauguration of a field hospital in Aguas Lindas, in the State of Goiais, Brazil amid the Covid-19 coronavirus pandemic. (Photo by Sergio LIMA / AFP) (Photo by SERGIO LIMA/AFP via Getty Images)
Presidente Jair Bolsonaro esteve em Águas Lindas, Goiás, para inaugurar hospital de campanha (Foto: Sergio Lima/AFP via Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro aproveitou a visita ao hospital de campanha de Águas Lindas, em Goiás, para criticar as manifestações pró-democracia. Os atos aconteceram na última semana e devem se repetir no próximo domingo.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

“Estamos assistindo agora grupos de marginais terroristas querendo se movimentar para quebrar o Brasil. Esses marginais fizeram uma ação em São Paulo. Esses terroristas voltaram logo depois para alguma ação em Curitiba”, afirmou Jair Bolsonaro.

Em São Paulo, a pauta dos protestos era a democracia, além do combate ao racismo. O ato começou pacífico, mas, depois de aparição de pessoas com bandeiras neonazistas, houve confronto entre polícia e manifestantes. Já em Curitiba, o antirracismo era a grande reivindicação e também houve enfrentamento com policiais.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Bolsonaro ainda disse que Ronaldo Caiado, governador de Goiás, trataria com “dureza das leis” os manifestantes. “Geralmente são marginais, terroristas, maconheiros desocupados que não sabem o que é economia, não sabem o que é trabalhar para ganhar o pão de cada dia”, disse o presidente.

Leia também

Para o fim de semana, estão previstas novas manifestações, ainda maiores do que as primeiras.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos